26 jun

Rango de Rua

Procuramos um projeto que algum colaborador participe para divulgar internamente, solicitando doação de alimentos e roupas de frio. Nosso funcionário Lucas Pitol nos falou um pouco sobre um projeto que apoia chamado Rango de Rua!

O Rango de Rua nasceu no Natal de 2013, organizado por duas pessoas que já não participam mais do projeto, funcionando todas as sextas feiras, independentemente de ser feriado ou não e desde então nunca falhou em nenhum dia. Sem nenhum fim lucrativo, totalmente apolítico e laico, funciona com voluntários e a partir de doações que são coletadas durante a semana, através de uma lista divulgada semanalmente no Facebook e Instagram do grupo. Não somos uma ONG e por isso não temos CNPJ ou nenhum registro. Isto foi feito dessa maneira pois preserva a liberdade de participar dos voluntários, não exigindo de ninguém a obrigação de uma frequência. Assim conseguimos contar com a ajuda somente de quem realmente quer ajudar e não estar apenas pela obrigação imposta por alguém.

Semanalmente servimos em média 180 marmitas, de aproximadamente 750 gramas, bem embaladas com plástico filme para manter a higiene e a temperatura, pois toda a comida é feita no mesmo dia. O alimento vai sempre acompanhado de uma sobremesa e de suco. Nossa cozinha fica no Barreirinha, e o ponto principal de entrega das marmitas é no Mercado Municipal, onde se concentram a maioria dos moradores de rua de Curitiba.

Também são distribuídos cobertores, roupas, ração para animais (pois muitos deles possuem cachorros de estimação), medicamentos, kits de higiene, etc. Em casos mais delicados são procuradas clínicas de tratamento de dependência química, auxílio financeiro com passagens, etc.

O principal objetivo do Rango de Rua não é somente a distribuição de marmitas a pessoas em situação de rua, é também trazer o máximo de dignidade e com isso conseguir conhecer a história de cada um para localizar chances de apoio, a fim de tentar uma recuperação dessas vidas e uma reinserção na sociedade.

“Eu participo do grupo a cerca de 2 anos. Uma das histórias que mais me chamaram atenção foi um caso de um rapaz que estava dormindo no mercado municipal e, conversando com ele, descobri que devido a dependência de álcool, ele havia fugido de casa em Campinas/SP, a cerca de 2 anos, e desde então sobrevivia de esmolas e um ou outro serviços que conseguia quando estava sóbrio. O problema é que ele não tinha mais nenhum contato com a mãe e os irmãos e da última vez que teve alguma notícia, eles não estavam mais em Campinas. A única coisa que ele sabia era que o pai, morava em Fazenda Rio Grande (mesmo município que eu moro) mas também não tinha o endereço correto. Foi então que começamos a busca por informações. Enquanto alguns tentavam localizar a mãe e os irmãos através do Facebook, eu fui tentar localizar o pai dele e, como a Fazenda Rio Grande possui cerca de 80 mil habitantes, foi uma tarefa bem difícil. Após 3 semanas de buscas encontrei o endereço e mesmo com o pai já tendo se mudado, consegui o contato da mãe, através de um enteado. Ligamos para ela, pois temos como praxe saber da família se aceita de volta a pessoa, e eles ficaram muito agradecidos, pois estavam procurando por ele a muito tempo. Compramos a passagem para ele e hoje ele faz um tratamento para sua dependência, está trabalhando e ajudando sua família.

Hoje eu penso que, para mim, foi apenas um pequeno trabalho, mas para essa pessoa foi uma vida nova, uma chance de começar do zero e isso me motiva para continuar encontrando essas formas de ajudar.” Conta Lucas.

Em 2016 a Gazeta do Povo fez uma matéria sobre o projeto:
https://www.gazetadopovo.com.br/vida-e-cidadania/rango-de-rua-amigos-se-reunem-para-levar-refeicoes-e-afeto-para-quem-precisa-ddsdgaoahxihflidon6wtresg

DEPOSITE SUA DOAÇÃO em uma das caixas de coleta em nossas unidades (uma para alimentos e outra para roupas e cobertores). Faça sua parte!

Saiba mais em:

Facebook – https://pt-br.facebook.com/RangoDeRua/

Instagram – https://www.instagram.com/rangoderua